Quais São as Principais Causas de Acidentes Com Perfurocortantes?

Conheça as principais causas de acidentes com perfurocortantes e saiba como evitá-los!

Quais São as Principais Causas de Acidentes Com Perfurocortantes?

O trabalho em hospitais e clínicas faz com que os profissionais estejam constantemente em contato com materiais e situações que podem causar riscos biológicos. Dessa maneira, é necessário estar atento à higiene no local, além de fazer o uso de equipamentos de segurança.

Entre os materiais que mais apresentam riscos estão os instrumentos perfurocortantes, isso porque eles entram em contato direto com o sangue de pacientes que podem estar contaminados com algum tipo de vírus. Apesar de haver fiscalização quanto ao uso de perfurocortantes e muitos profissionais saberem dos riscos que o manuseio inadequado desses materiais pode trazer, ainda assim ocorre a falta de atenção generalizada com a manipulação, fazendo com que os profissionais possam sofrer acidentes.

Confira abaixo quais são as principais causas de acidentes com perfurocortantes em clínicas e hospitais.

 

Manuseio inadequado

Os perigos do contato com materiais perfurocortantes envolvem o manuseio inadequado desses instrumentos. Alguns enfermeiros, por descuido ou distração, acabam andando com agulhas contaminadas nas mãos e bandejas de medicação sem proteção adequada para elas.

Dessa maneira, eles podem esbarrar em objetos e pessoas e acabar sofrendo ou causando acidentes com esses materiais. Remover as agulhas das seringas, dobrá-las, deixa-las cair e tentar encapá-las são outros fatores de manuseio inadequado que podem causar ferimentos e perfurações acidentais.

 

Descarte de resíduos hospitalares

O descarte inadequado é um problema que também pode causar acidentes provocados por perfurocortantes. Além de atingir médicos, enfermeiros e técnicos e auxiliares de enfermagem, eles acabam oferecendo riscos aos profissionais de limpeza do local e até mesmo à população que, futuramente, pode acabar tendo contato com esse lixo biológico.

Apesar de existirem locais e recipientes específicos para o descarte desses materiais, ainda há quem acabe jogando-os em sacos de lixo comum ou outros depósitos de lixo inadequados. 

Além disso, as caixas coletoras de agulhas muitas vezes estão montadas de maneira inadequada, lotadas, com agulhas transfixadas, gerando um risco ainda maior de perfurações aos profissionais que recolhem esses instrumentos usados.

 

Falta de dispositivos de segurança

Os dispositivos de segurança são materiais que evitam o contato direto do profissional de saúde com a agulha após aplicação no paciente. Além desses materiais estarem de acordo com a NR 32 (norma que regulamenta riscos relacionados à segurança na área da saúde), eles permitem também que os profissionais da saúde possam ter mais segurança na aplicação, retirada e manuseio de injeções. Os instrumentos que não possuem esses dispositivos apresentam riscos aos profissionais, pois permitem que eles entrem em contato livre e direto com perfurocortantes contaminados com o sangue dos pacientes.

Ao disponibilizar instrumentos que possuam dispositivos de segurança, automaticamente os riscos anteriores são anulados, uma vez que os materiais perfurocortantes estarão protegidos do contato direto com a pele humana. Justamente por isso é importante que hospitais e clínicas estejam equipados com ferramentas que atendam à NR 32, garantindo assim mais segurança e proteção para seus funcionários e pacientes.

Para conhecer mais sobre dispositivos de segurança, confira os produtos que temos disponíveis em nosso site!

 

Aviso: os comentários a seguir são de inteira responsabilidade do autor e não necessariamente representam a visão do SOL-Millennium.

Deixe seu comentário