Veja como obter maior sucesso ao calcular a demanda de dispositivos de segurança

Veja como obter maior sucesso ao calcular a demanda de dispositivos de segurança

Veja como obter maior sucesso ao calcular a demanda de dispositivos de segurança

O controle de estoque de materiais é um dos elementos mais importantes na boa gestão de um hospital. A presença dos materiais necessários em estoque, na quantidade adequada, no momento da demanda é crucial para garantir um bom fluxo de trabalho dos profissionais de saúde em qualquer centro de terapias.

É muito importante que o distribuidor tenha um contato próximo com as equipes dos hospitais para obter o timing perfeito e oferecer os dispositivos de segurança necessários ao hospital no momento certo da aquisição. Deste modo será muito mais fácil encantar os novos clientes e fidelizar os que já adquirem seus dispositivos de segurança.

 

Como calcular a demanda de dispositivos de segurança de um novo cliente? 

 

Quando o distribuidor entra em contato com um novo hospital ou centro de saúde ele deve fazer um levantamento detalhado sobre a instituição. Descobrir a quantidade de leitos para internação, o volume diário de pacientes no atendimento ambulatorial, o perfil dos pacientes e o tamanho do local onde serão estocados os materiais ajudam a criar uma projeção mais precisa da quantidade de dispositivos necessários para o dia a dia e também para estabelecer qual é a frequência necessária de compra para a reposição.

É de extrema importância que o distribuidor converse com a equipe de compras da instituição de saúde e mantenha um relacionamento duradouro com eles após o primeiro pedido. Ligar de tempos em tempos para pedir um feedback sobre a satisfação com os dispositivos de segurança e verificar o nível do estoque fará com que o responsável pela aquisição de novos produtos lembre-se do distribuidor e também permitirá que este tenha uma projeção mais clara de quanto tempo será necessário para a reposição.

Manter os dados do novo cliente bem organizados é a melhor forma de estudar a sua demanda no futuro, por isso é necessário deixar algumas informações como datas dos pedidos, produtos comprados e suas respectivas quantidades sempre à mão.

 

Como calcular a demanda de dispositivos de segurança para um cliente antigo?

Se o distribuidor já possui uma boa cartela de clientes e deseja melhorar a qualidade do seu atendimento, pode oferecer produtos de maneira mais precisa utilizando uma fórmula simples de cálculo da média de produtos utilizados. 

Para calcular a média de consumo (CM) dos últimos três meses, basta somar o número de itens dos últimos três pedidos e dividir o total pelo número de meses, conforme a tabela abaixo: 

Também é interessante contar com uma margem de segurança para que, em uma próxima compra, o hospital tenha fôlego durante o período de reposição, que compreende a diferença entre a data do pedido e a data de entrega dos produtos. 

O Estoque de Segurança (ES) normalmente é calculado da seguinte forma: 10% a 20% da CM somada à quantidade média de uso diário (UD) pelo período da reposição (PR). Seguindo o nosso exemplo anterior o cálculo total ficaria desta forma:

Somando o Cálculo Médio (CM) dos pedidos anteriores ao Estoque de Segurança (ES), encontramos o Total do Pedido (TP), ou seja, a quantidade mais adequada para a venda ao hospital.

Como os distribuidores podem usar o cálculo de demanda para melhorar as suas técnicas de vendas

 

Uma vez que o distribuidor tenha calculado a demanda por dispositivos de segurança dos hospitais, clínicas e centros de saúde que atende, poderá usar esta informação para aumentar as suas chances de vendas.

-Timing perfeito

A maior vantagem em usar o cálculo de demanda é saber exatamente o momento certo para oferecer os produtos, aumentando as chances de venda. É primordial que o distribuidor tenha organização para gerenciar os contatos e possa oferecer um bom pós-venda.

-Contratos longos

O cálculo permite que o distribuidor faça vendas mais oportunas para o cliente. Ao fazer isso por um certo tempo fica mais fácil fidelizar o hospital e conseguir firmar contratos mais longos.

Warning: the following comments are the responsibility of the author and do not necessarily represent the views of the SOL-Millennium.

Deixe seu comentário

Publicações relacionadas