5 Erros no Manuseio de Material Biológico

Confira os erros mais comuns na hora do profissional da saúde manusear materiais biológicos

Apesar da coleta de material biológico ser uma das tarefas mais corriqueiras nos serviços de saúde, alguns erros acontecem nesse momento e podem influenciar no resultado do exame de análise clínica e até gerar uma contaminação no paciente ou no profissional da área da saúde.

Para auxiliar na prevenção, este artigo vai enumerar erros comuns que ocorrem no manuseio do material biológico. Confira.

 

Colocar o material biológico coletado no recipiente errado

Cada amostra coletada é analisada para uma finalidade e, por isso, cada uma delas precisa estar em um tubo para coleta de sangue respectivo.

As amostras encaminhadas para análises bioquímicas e sorológicas, por exemplo, devem ser colocadas em tubos de tampa amarela, pois eles contêm ativadores de coágulo.

2. Identificação incorreta

Um erro grave e que não deve acontecer é colocar a identificação incorreta do paciente nos tubos de coleta. Para evitar que isso ocorra, é preciso que tanto profissional quanto o paciente identifiquem se o nome e a data de realização do exame estão corretos.

 

Derramamento de material biológico que pode ser infectante

Outro erro que não pode ser cometido é o derramamento de material biológico, que pode ser infectante. Caso aconteça algum acidente e isso ocorra, deve-se cobrir a área com material absorvente e aplicar um agente que deixe inativo o material biológico. Depois desse agente agir, pode-se fazer a limpeza do local.

Se houver vidros quebrados juntos ao material derramado, recolha os pedaços com uma pinça e os descarte em um recipiente apropriado.

Verifique se alguém entrou em contato com o material biológico. Se isso ocorreu, leve a pessoa para avaliação médica para que seja analisado se ela foi contaminada.

 

4. Manusear a agulha após coletar materiais biológicos

Acidentes com perfurocortantes podem resultar no contato com vírus e bactérias. Por isso, quando o profissional da saúde fizer a coleta do material biológico, ele não deve tentar retirar a agulha da seringa para fazer o descarte desses materiais. O correto é descartá-los juntos em recipientes seguros e que não sejam violados por perfurocortantes.

 Para que os profissionais tenham um ambiente mais seguro, o ideal é que os perfurocortantes tenham dispositivos de segurança.

 

5. Acondicionar de forma errada as amostras

Para que o laboratório consiga fazer as análises do material biológico coletado e não seja preciso repetir o exame, é necessário que as amostras sejam armazenadas corretamente, para que não se degradem. É preciso, por exemplo, evitar que os materiais biológicos sofram consecutivos congelamentos e descongelamentos.

O conteúdo de hoje foi útil para você? Então continue a visita no site da Sol Millennium e leia mais artigos para aprimorar seus conhecimentos!

Faça o download do catálogo de produtos SOL-Millennium!

Warning: the following comments are the responsibility of the author and do not necessarily represent the views of the SOL-Millennium.

Deixe seu comentário

Publicações relacionadas